Mão & Caneta

Menu

Links

Icq Status


mao.JPG

São os meus versos,
Toscos, reprimidos.
Versos não lidos,
Sem compreensão.

Em minha mão,
Pulsam os versos tidos
Como descritos
Por um homem são.

Assim, desliza uma caneta
Em tinta acesa,
Na escuridão.

Pintam meus versos
Em tinta preta,
Mão e caneta,
Que à luz acesa,
Desenham em sombra,
Minha razão.

Biografia

DADOS BIOGRÁFICOS


veja mais

Cabaz

Com frutos do meu delírio.

veja mais

Por minhas mãos

Poemas.
Sedução

veja mais

Opalina

Poemas.
Transparência

veja mais